Uma parábola argentina

Emerson Morruga transforma o gol mais bonito de Alex pela Seleção Brasileira em um pôster que redefine a parábola

capa_site_poster_alex

 

Há quem diga que Cambiasso, 14 anos depois, ainda está lá, sentado na gramado do Estádio do Café, tentando entender onde está a bola e por onde evaporou Alex.

Os mais contidos acham exagero, mas juram que até hoje a cancha exibe um sulco profundo no lugar preciso em que o beque argentino caiu sentado, vítima do drible perverso.

Era 2 de fevereiro de 2000. Brasil e Argentina duelavam por uma vaga nas Olimpíadas.

A essa altura do jogo, o escrete nacional perdia por um a zero e corria para igualar o placar.

Numas dessas investidas contra o campo inimigo, Edu chegou até a boca da grande área argentina e, impedido por três beques, passou para Alex, que esperava logo atrás, à sua esquerda, distante uns 30 metros do gol.

 

VEJA O PÔSTER DO CHAPÉU DE ALEX SOBRE ROGÉRIO CENI NA GOLEADA CONTRA O SÃO PAULO

 

Cambiasso, quase na linha da grande área, tinha a missão de parar o craque. E sem conhecer a ligeireza dos pés de Alex, deu um bote seco, querendo a bola como quem disputa um prato de comida. O maestro da Seleção, rápido como as piores notícias, cortou com a esquerda e deixou o defensor estatelado na grama.

Achando aquela humilhação toda ainda pequena, Alex fitou o guarda-redes e, sem pestanejar, mandou com serenidade, com o lado do pé, patrocinando uma parábola sinistra, que riscou o céu de Londrina e morreu, pacífica como o sono dos justos, no fundo da rede argentina.

O arqueiro, sem entender bem como aquela bola havia passado pelo intervalo curto entre suas mãos e o travessão, ficou deitado no gramado, cobrindo o rosto, procurando coragem pra levantar.

Agora, este tento, elaborado artesanalmente com malícia e astúcia, fica eternizado na arte de Emerson Morruga, que explica – ou tenta explicar – a parábola canhota que argentino nenhum consegue esquecer.

Baixe o pôster, faça rodar pelas redes sociais e homenageie o último exemplar dos jogadores que vestem uma camisa por amor.

Alex vai parar.

 

poster_alex_velho_parabola_baixa

A arte é de Emerson Morruga.

 

REVEJA OS OUTROS CARTAZES DA SÉRIE QUE HOMENAGEIA O ALEX:

UM GOL PARA ENFEITAR O FUTEBOL

PELAS VEREDAS DE SIMÓN BOLÍVAR

A LETRA IMPECÁVEL

O GOL QUE VALEU POR 400

 

PartilheTweet about this on TwitterShare on Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *